Ao longo dos anos

Conhecemos o Nenad nas montanhas croatas, em uma vila de sérvios chamada Moravice. Estávamos há menos de uma semana nos Balcãs,  e ele nos deu dois exemplos para ilustrar a complexidade da região.

A avó do Nenad nunca deixou de morar em Zagreb mas teve 7 nacionalidades. Ela nasceu no Império Austro-Húngaro, em 1908. Com o fim da 1ª Guerra Mundial, em 1918, ela passou a ser cidadã do Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos (SHS), que em 1920 passou a se chamar Reino da Iugoslávia. Na 2ª Guerra Mundial a Alemanha e a Itália invadiram e desmembraram o país e em 1941 foi criado um Estado croata independente pró-nazista. Em 1945 o Eixo foi derrotado e a região foi reunificada com o nome de República Federativa Popular da Iugoslávia, substituída em 1963 pela República Socialista Federativa da Iugoslávia. Em 1991 ela passou a ser moradora da capital da República da Croácia.

Durante a maior parte de sua vida – 46 anos – ela foi iugoslava. Para enaltecer a grandiosidade do país, mas também tornando óbvia a sua complexidade, a Iugoslávia era descrita como um país com 6 repúblicas (Eslovênia, Croácia, Sérvia, Macedônia, Bósnia e Herzegovina e Montenegro), 5 etnias (eslovenos, croatas, sérvios, macedônios e montenegrinos), 4 línguas (esloveno, croata, sérvio e macedônio), 3 religiões (católicos, ortodoxos, mulçumanos), 2 alfabetos (cirílico e latino) e 1 presidente, Tito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s