Turismo de Guerra

Existe hoje em Sarajevo toda uma indústria que explora o turismo de guerra. Há pacotes para um dia na cidade de Srebrenica – Srebrenitza -, onde mais de 8.300 muçulmanos foram assassinados em 1995, no maior genocídio na Europa depois da II Guerra Mundial. Não sei como a população de lá deve receber isso. Tudo é ainda muito recente.

Há passeios ao Túnel da Esperança, construído durante o cerco à Sarajevo para ligá-la ao resto do país e garantir a passagem de pessoas e suprimentos, já que o aeroporto era controlado pela ONU e só tinham acesso aos vôos quem tinha muito dinheiro ou muita influência.

Ou tours pelas ruínas onde aconteceram as Olimpíadas de Inverno de 84, sediadas na cidade.

Normal que exista curiosidade em ver esses lugares. Mas também me parece um tanto bizarro tudo isso virar um negócio (o mesmo acontece nos campos de concentração nazistas de Auschwitz, na Polônia, por exemplo). Por outro lado, pode ser visto como uma forma criativa de dar a volta por cima,  transformando cinzas em euros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s