A Divisão do Império Romano, do Cristianismo e dos Bálcãs.

Montenegro foi o primeiro país de maioria cristã ortodoxa em que entramos, apesar de termos visitado igrejas ortodoxas avulsas, tanto em Zagreb, de maioria católica, quanto em Sarajevo, de maioria muçulmana. Essas divisões religiosas são herança de quase mil anos, deixadas pelo Império Romano na região.

Por mais de três séculos o cristianismo foi considerado crime dentro do território romano, e seus praticantes muitas vezes acabavam jogados aos leões. Foi só quando o imperador Constantino ascendeu ao poder que a fé cristã foi legalizada, através do que ficou conhecido como Édito de Milão, no séc. IV.

Nessa época, vários povos guerreiros bárbaros estavam vindo do norte e, com isso, gradualmente Roma foi perdendo poder. Ao mesmo tempo, a cidade de Bizâncio (hoje, Istambul), já estava funcionando como um importante entreposto de comércio com o oriente, por sua posição super-estratégica. Por esses motivos, Constantino decidiu, no ano de 330, transferir a capital romana para Bizâncio, que foi rebatizada de Constantinopla, em sua homenagem.

Muitos cidadãos romanos ficaram descontentes com a mudança da capital. O Imperador Teodósio, na década de 390, estabeleceu então duas capitais, o que dividiu o império ao meio. Além disso, declarou o Cristianismo a religião oficial, e passou a perseguir pagãos. Após sua morte, seus filhos Honório e Arcádio herdaram o governo de Roma  e Constantinopla, respectivamente. Daí em diante, os dois lados foram progressivamente se separando.


Mapa do Império Romano na época de sua divisão. À direita acima: o mesmo mapa, sobreposto às atuais fronteiras balcânicas. À direita-abaixo: Os rios Danúbio e o Drina, determinando os limites dos 2 Impérios.

Em 476, os bárbaros acabaram derrubando o último imperador romano do ocidente, Rômulo Augusto, e com isso, o poder na região se fragmentou entre diversos povos. Mas o catolicismo sobreviveu ao império. Muitos dos novos invasores foram se convertendo com o tempo, e o poder papal, a partir de Roma, cresceu gradualmente, reintegrando as diversas tribos Germânicas e Eslavas nos séculos seguintes.

Enquanto isso, o Império do Oriente (o termo Bizantino só passou a ser usado séculos depois) prosperava. E também buscava unificar seus domínios através da religião.

Mapa de Constantinopla na época do Império Bizantino. Foto tirada na Aya Sofia, em Istambul, Turquia.

Com o tempo, as divergências políticas e culturais cresceram entre os dois lados.  O lado oriental  (que mantinha a tradição helenística clássica) não gostava nada do alinhamento que o papado de Roma havia estabelecido com o chamado Sacro Império Romano-Germânico, iniciado por Carlos Magno, no séc. 800 (e  que duraria até 1806, com as invasões napoleônicas). O lado ocidental não aceitava a exigência Bizantina da subordinação da igreja a um chefe secular, como acontecia em Constantinopla.

Precisavam de um estopim para justificar o rompimento. ­­ Foi quando no ano de 1054, o Patriarca Bizantino Miguel Cerulário veio com a questão (aparentemente um tanto nonsense) do Filioque. Argumentava que o Espírito Santo procede apenas do Pai, pelo Filho, e não do Pai e do Filho, como pregava Roma (?!). O Papa enviou então um cardeal para Constantinopla para resolverem esta questão. Depois de muita discussão, o cardeal acabou excomungando o Patriarca, que revidou, excomungando o Papa!

Era tudo de que precisavam para que o Grande Cisma acontecesse. A partir de então,  o ocidente seguiu com a Igreja Católica Apostólica Romana, de língua latina; e o oriente, com a Igreja Ortodoxa Grega, de língua grega. E dividiu para sempre os  povos dos Bálcãs.

O Império Bizantino durou no total cerca de mil anos. Entrou em um período de decadência, e acabou derrotado pelos turco otomanos, que ocuparam gradualmente seu território, e tomaram Constantinopla em 1453, marcando com isso o fim de uma era, que mais tarde veio a ser chamada de Idade Media.



Anúncios

2 comentários sobre “A Divisão do Império Romano, do Cristianismo e dos Bálcãs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s