Primeira e Segunda Guerras Balcânicas

Entre 1912 e 13, Sérvia, Montenegro, Grécia e Bulgária se uniram na chamada Liga Balcânica com o objetivo de expulsar um inimigo comum, os invasores otomanos, que já estavam há cerca de 500 anos na região. Acabaram vitoriosos, e como combinado previamente, dividiriam entre si o território da atual Macedônia, libertada dos turcos. Também como consequência, o estado independente da Albânia foi criado, por pressões da Austro-Hungria, que não queria que a Sérvia tivesse acesso ao mar e se tornasse uma potência na região, competindo com seus interesse.

Mas  nesta partilha,  a Liga não conseguiu entrar em um acordo. A Bulgária, na época o mais poderoso dos quatro países, queria uma parte maior da atual Macedônia, além da cidade de Salônica (hoje, Tessaloniki, na Grécia). A Sérvia e a Grécia se uniram então contra a Bulgária, que também ambicionava partes da Romênia e Turquia. Assim, ainda em 1913 deu-se início à Segunda Guerra Balcânica.

Tentando atacar por todos os lados, a Bulgária foi derrotada, e perdeu os territórios que havia conquistado na guerra anterior. Assim, a Sérvia ficou com a parte norte da Macedônia, e a Grécia, com a parte sul. E os ecos dessas batalhas até hoje se fazem sentir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s